Category Archives: Tipo Elétrico

#618 STUNFISK

Este Pokémon se esconde na lama ou areia do fundo do mar., onde fica à espera até que alguma presa o toque,  para então liberar uma carga elétrica. – Pokémon X

Este Pokémon é a prova de que  adaptações tem um poder imenso para alterar o design anatômico dos organismos. Neste caso, o Stunfisk nos lembra uma ordem dentro da classe Actinopterygii, chamada de Pleuronectiforme, mais especificamente um linguado. O que mais chama atenção neste peixe é que ele não apresenta simetria bilateral em sua fase adulta, sendo que este apresenta um achatamento do corpo bem evidente, refletindo em seu hábito de vida bentônico (no solo marinho). Acontece que  Stunfisks – *caham* – linguados iniciam suas vidas de um modo totalmente normal, com um corpo simétrico em sua fase juvenil, mas a medida em que estes crescem, seus corpos sofrem uma grande alteração. Durante seu desenvolvimento, seus olhos migram para a parte de ‘cima’ de sua cabeça, sendo que normalmente outros peixes tem olhos de lados opostos da cabeça, o que resulta são dois olhos do mesmo lado sobre um corpo achatado. Como se a puberdade já não fosse difícil o suficiente.

Uma adaptação tão fantástica não poderia sair sem ser falada por aí. Darwin havia sugerido que ”…os ambientes não impõem seus requerimentos adaptativos diretamente. É preferível que os organismos variem em direções em que melhor os beneficiem e que melhor seja possível sobreviver de deixar suas crias…”, por um processo chamado de Seleção Natural. Na 6th Edição de seu livro On The Origin of The Species, Darwin incluiu um capítulo extra para responder aos críticos da época. Um dos que mais se destacaram no assunto dos linguados foi o Biólogo Jackson Mivart, que escreveu: ”.. que a seleção natural é incompetente quando se fala em estágios de estruturas úteis posteriormente”. Nesta  mesma edição Darwin o responde: ”Um orgão em desenvolvimento pode exercer uma função diferente daquela assegurada pelo órgão completo.” e ainda : ” o órgão em questão pode estar ligado a outra característica cujo surgimento conferiu uma vantagem seletiva imediata.” Com bexigas natatórias e nadadeiras reduzidas, estes peixes se encontram no solo marinho, sendo que este se cansaria para continuar a flutuar o tempo todo, então é preferível que este tenha seu habitat no solo, sendo assim, nesta posição, com o sugeriu Johann H. F Aunterieth, um dos que notaram que seu sucesso evolutivo tinha sido devido a tal modificação.

Não se enganem, pode parecer que ele é do tipo Água, porém nosso Pokémon possui dois tipos : Terra e Elétrico. O seu tipo terra, como já dito, remete ao seu hábito de vida no solo, de acordo com sua Pokédex, se esconde e espera para capturar suas presas. O seu lado elétrico (sem piadinhas) talvez seja uma característica comum em grupos de peixes mais antigos, na qual usavam a  eletricidade para atordoar a presa, ou ainda para percepção do animal no ambiente em que vive.

linguado-de-cauda-amarela
Espelho espelho meu….

Concluindo, pressões seletivas diferentes nos levam a respostas diferentes das estruturas internas e externas dos organismos. Uma pena que Lamarck tinha a resposta certa, mas usou mecanismos e organismos errados de como se ” responde” ao ambiente. Esta será sempre uma disputa eterna entre forma e função, mas este assunto fica para outro dia.